Índia antiga

Share

A Índia antiga localiza-se em uma vasta península situada ao sul da Ásia, entre o Oceano Índico e a Cordilheira do Himalaia. Entre os seus rios,destacam-se: Bramapura, o Indo e o Ganges, de grande importância econômica e até religiosa, pois são considerados sagrados( Indo e Ganges) e os hindus se banham neles para se purificarem. Também como parte da economia, existe a agricultura, na qual os rios se faziam essenciais para a irrigação, a criação de gado e o comércio que era feito com o Oriente Médio, gregos e romanos.

Não se pode afirmar com certeza quem foram os primeiros habitantes da Índia. O primeiro povo que se tem registro escrito são os Árias ( entre 2000 e 15000 a.C), eram politeístas, sua escrita chamava-se Sânscrito, eram grandes pastores e guerreiros. Foram os sacerdotes Árias que criaram o sistema de castas: Brâmanes (sacerdotes), Xátrias ( guerreiros), Vaicias (lavradores, comerciantes e artesãos) e Sudras ( servos e escravos), o restante da população, os miseráveis ou proscritos, não faziam parte do sistema de castas e eram chamados Parias ou Impuros.

A religião tem preceitos vindos do Vedismo e se chama Bramanismo, consiste de um conjunto de concepções sociais, políticas e religiosas que regiam a sociedade, tinham como característica a crença na reencarnação, sistema de castas, naturalismo e individualismo. Foi através das transformações do Bramanismo que surgiu o Hinduísmo. O Hinduísmo, como religião, é a terceira maior do mundo, com aproximadamente um bilhão de adeptos (censo de 2005), dos quais aproximadamente 890 milhões vivem na Índia. Os Hindus acreditam em um espírito supremo cósmico, que é adorado de muitas formas, representado por deidades individuais como Vishnu, Shiva e Shakti. O Hinduísmo é centrado sobre uma variedade de práticas que são meios de ajudar o indivíduo a experimentar a divindade que está em todas as partes e realizar a verdadeira natureza de seu Ser. Dele surgiu o Budismo, mesmo considerado com uma heresia do Hinduísmo, é acolhido por ele.

Hoje o Budismo se encontra em quase todos os países do mundo, amplamente divulgado pelas diferentes escolas budistas, e conta com cerca de 376 milhões de seguidores. Os ensinamentos básicos do budismo são: evitar o mal, fazer o bem e cultivar a própria mente. Eles negam a existência de deuses e condenam a divisão de castas (diferente do hinduísmo). Buda, o pai do budismo, ensinou que o fim do homem é o Nirvana, que é o estado de verdadeira felicidade, para alcançá-lo.

A organização política, o governo na antiguidade, como a Índia antiga não era um país unificado, complicou-se, pois ela compreendia um número de pequenos estados independentes, governados por monarcas denominados Rajás (governantes hereditários do sub-continente indiano), pertencentes á classe privilegiada dos Brâmanes. Em época de guerra, reuniam-se em torno de um Marajás (designação dada aos reis hereditários do sub-continente indiano). A história política era composta de períodos: Védico (época dos Ários vindo para a região da Índia – livro dos Vedas), Épico (época que os Ários vieram para as margens do Ganges – livro dos Mahabharata), Brâmico (trata-se do sistema de castas – livro do Ramayana) e o Búdico (refere-se ao aparecimento de Budismo e fundamento da Filosofia).

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.